Hexus / Hexus Inov / Segunda Edição do Hexus Inov

Segunda Edição do Hexus Inov
24/07/2010

Hexus premia melhor comunicado técnico do 25º Congresso Nacional de Laticinios.

Pesquisa sobre embalagem aromatizada de queijo Minas Padrão derrota mais de 130 concorrentes. Representantes de diversas empresas do segmento laticinista, profissionais da área acadêmica e autoridades, estiveram presentes na cerimônia de encerramento do 25º Congresso Nacional de Laticínios, no dia 17 de julho, no Expominas, em Juiz de Fora-MG. O trabalho de pesquisa intitulado de "Aplicação da Embalagem Ativa Aromatizada para Diversiificação Sensorial do Queijo Minas Padrão" e desenvolvido pela estudante do curso de Engenharia de Alimentos da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Taíla Veloso de Almeida, 21, sagrou-se como o grande vencedor do Mérito Científico do Congresso. O trabalho superou outros 136 inscritos na primeira fase e na etapa final, derrotou mais nove concorrentes. Como premiação, a estudante recebeu um cheque no valor de dois mil reais das mãos do Diretor Comercial da Hexus, Fabiano Zamberlan. Os critérios de avaliação foram o mérito científico e relevância do tema, preferencialmente, atendendo ao tema central do congresso (Pólo de Excelência em Leite e Derivados como agente de desenvolvimento para o setor laticinista do Brasil). Um conselho técnico, formado por profissionais especializados, ficou responsável por avaliar os itens e estabelecer as notas. De acordo com o Coordenador da EPAMIG, Adauto Lemos, os trabalhos apresentados possuíam uma excelente qualidade técnica. "Os trabalhos foram criteriosamente escolhidos e o nível foi excelente", avalia Adauto.

Embalagem Aromatizada em Queijo Minas Padrão - De acordo com a autora do projeto, Taíla Veloso, o consumidor tem mais uma alternativa de consumo do queijo Minas Padrão, sem necessariamente ter que ser adicionado ingrediente na matéria-prima. "Para a indústria, é muito interessante não ter que se preocupar em mudar toda a linha de produção, uma vez que o que irá diferir é o tipo de embalagem. É uma inovação tecnológica de aplicação viável, prático e que teve uma ótima aceitação", explica Taíla. A Hexus acredita que a pesquisa e a busca em resolver os problemas do dia-a-dia devem começar o mais cedo possível e, desta forma, quando um aluno completa seu curso, estará mais preparado para enfrentar as dificuldades da vida real, e responder à altura frente a grande expectativa das indústrias de alimentos. O Diretor Comercial da Hexus, Fabiano Zamberlan, informa sobre as expectativas para os incentivos à pesquisa acadêmica nos próximos anos. "Já estamos nos preparando para o prêmio de 2009. Com a reestruturação física do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, os alunos terão melhores condições para desenvolverem seus projetos", afirma.